DIVERSOS - SETEMBRO DE 2008



1. Exposição
  
Abrimos a edição deste mês de “diversos” com imagens da exposição de brinquedos antigos que ocorreu em Bebedouro (interior de São Paulo) em 13 de 14 de julho.
 
As imagens foram enviadas pelo colecionador Marcos Claudino.
 

 

  

  

2. Propaganda
 
Em agosto a Volkswagen lançou uma campanha publicitária do New Beetle em revistas. A publicidade ocupava duas páginas em cada edição e, para mostrar que o fusca tem história, o carro aparece cheio de objetos antigos. Um dos objetos mostrados é um Forte Apache da série produzida entre 1980 e 1985. Pode achá-lo na imagem abaixo:
 

 

3. Brinquedos “da África”
 
Não é Forte Apache, mas é muito bacana. Encontrei numa revista Mickey do final de 1973 uma propaganda sobre os brinquedos “da África” da Gulliver. Que saudade...
 

 
4. Barco Viking
 
Também não é faroeste, mas merece ser mostrado.
 
O colecionador Newton Celli, de Curitiba, restaurou um barco viking da Casablanca. Veja o resultado:
 

 

 

5. O Forte Apache para montar
 
Nos anos 1960 era publicada a revista Miau. A cada edição a revista trazia uma brinquedo para recortar e montar. O colecionador Marcos Claudino encontrou uma edição que trazia o Forte Apache de montar. Vamos às imagens:
 

 

 

6. Campanha “Mande sua Foto”
 
Como escrito em várias edições, precisamos de fotos da infância dos adultos de hoje para nos ajudar a reconstruir a história dos brinquedos de faroeste no Brasil.
 
De vez em quando, chega uma foto.E é sempre bem vinda.
 
Nesta oportunidade recebemos foto do Marcos Campanella, com seu irmão e uma sobrinha. A foto é de 1968, tirada em Cambuí, interior de Minas Gerais.
 
Na foto, Marcos e seu irmão estão com seus cinturões, coldres e revólveres de espoleta.
 
A imagem da praça, das roupas, dos brinquedos, mostra uma época maravilhosa, que passou para não mais voltar. Vamos à imagem (estão na foto Marco, Kiko e Adriana):
 

 

7. Mudança de embalagem
 
Na edição anterior, de julho, informamos que a Gulliver mudou a embalagem do Forte Apache, e deu a denominação de Super Batalha e Batalha Júnior às novas versões.
 
Pois bem, há mais uma versão na nova linha, denominada “Batalha Máxima”. É o maior forte da série e trás uma carroça e duas tendas indígenas.
 
Lembramos que são os mesmos itens produzidos há mais de 20 anos, apenas com novos nomes e embalagens.
 
A Gulliver também mudou a embalagem da carroça que ainda produz, mas o conjunto continua o mesmo. A nova embalagem pode ser vista abaixo:
 

 

Apesar de serem os mesmo produtos, apenas com mudança de embalagem, tenho adquirido alguns para dar minha contribuição à causa (vide artigo específico sobre esses “novos” fortes no site).
 
8. Na mídia
 
Abaixo, reportagem com o Colecionador Cassiano Olegário, na revista Vértice de agosto de 2008, revista esta que circula na região de Cruz Alta, no RS.
 

 

Até a próxima,
 
Marcos Guazzelli
Setembro de 2008.




Comentários

Enviar comentario

De: Délio Neri e Silva
Bom dia, hoje são 26 de janeiro de 2014. Acabei de entrar na página de vocês e, confesso que viajei no tempo! Tenho 54 anos, e tive quase todos esse brinquedos que foram expostos. Eu tinha um carinho especial pelo meu FORTE APACHE, fabricado pela Casablanca. Eu ganhei no natal de 1968! Infelizmente não o tenho mais. Atualmente coleciono miniaturas de carros e soldados do Corpo de Bombeiros; fazendo um "garimpo" pela internet, acabei descobrindo sua página. Meus sinceros parabéns! Caso queira contactar, meu email é delioneri@outlook.com, tenho boa memória e guardo grandes recordações dos brinquedos e gibis da minha infância nos idos dos anos 1960 e 1970